Todos os tipos de Gelcoats Ortoftálicos são produzidos com resinas de poliéster ortoftálicas de ótima qualidade. Com uma formulação específica para cada finalidade, todos contem aditivos próprios que otimizam as características desejadas. É uma tinta à base de resina, utilizada para pintura de molde, e também na peça acabada. Aconselha-se sua diluição apenas com monômero de estireno ou acetona no percentual de até 3%.

Todos os tipos de Gelcoats Isoftálicos são produzidos com resinas de poliéster isoftálicas de ótima qualidade. As resinas isoftálicas em geral, possuem resistências física e química naturalmente superiores às ortoftálicas, gerando assim um Gelcoat também superior, com um brilho mais duradouro. Da mesma maneira que nos Ortoftálicos, os Gelcoats Isoftálicos também têm uma formulação específica para cada finalidade com aditivos otimizadores de suas características desejadas. Toda a linha isoftálica contem também em sua formulação um filtro específico inibidor de raios U.V.
O Gelcoat Isoftálico Normal é utilizado em peças onde a superfície externa (acabamento), será o próprio Gelcoat, seja ele aplicado diretamente por sobre o molde na fabricação da peça ou como pintura, posteriormente. Ele é recomendado para uma utilização em peças que requeiram resistências química e mecânica, mais elevadas que as oferecidas pelo Gelcoat Ortoftálico. Ambientes que apresentam leve índice de agressividade química, como banheiras de hidromassagem, box de banheiros, pias, torres de resfriamento, tec. São exemplos bem definidos de aplicações para o Gelcoat Isoftálico. Devido a essa característica de maior resistência ele consegue manter seu brilho por um tempo mais longo, sendo então também recomendado para peças que ficarão expostas ao tempo, como móveis de piscina, toldos, peças automotivas, pinturas industriais etc. É fabricado em diversas cores padrão ou sob encomenda.

O Gelcoat Isoftálico NPG possui as mesmas características do Gelcoat Isoftálico Normal, só que é produzido com resinas poliéster isoftálicas com neopentil glicol, monômero de estireno, cargas minerais, agentes tixotropicos, pigmentos e aditivos. Apresenta-se pré-acelerado e com média viscosidade. Usado na fabricação de peças e produtos que necessitam de alta resistência a intempéries e que tenham contato excessivo com água, funcionando como barreira química. Peças que necessitam de acabamento superior com alto brilho, ótima resistência física e química, resistência UV e Alta Fidelidade nas cores após a cura.
Resina Isoftálica com neopentil-glicol, o NPG. O NPG aumenta a resistência química da resina, tornando-a mais resistente a alguns produtos químicos bem como maior resistência à água quente. Logo, o Gelcoat também terá um aumento em sua resistência química diminuindo o aparecimento de alguns tipos de manchas.

Especialmente desenvolvido para atender as exigências de alta resistência química mantendo as mesmas características estéticas de um gel coat convencional. Largamente utilizado nas indústrias químicas e fabricação de equipamentos submetidos a meios agressivos, tanto ácidos como bases. Particularmente para fabricação ou revestimento de equipamentos com ataques químicos.
Todos os tipos de Gelcoats produzidos com resinas Éster-Vinílicas são empregados onde se queira resistências mecânica e química ainda maiores que as proporcionadas pelos Isoftálicos, com um consequente aumento da longevidade da camada. A formulação será aditivada de acordo com o tipo de uso do produto fabricado.

Um molde feito em fibra de vidro tem que ser altamente reforçado para resistir a diversos tipos de torção e às contrações normais que ocorrem durante a fabricação de uma peça. Essa contração ocorre durante o processo de cura, onde a resina de poliéster tende a encolher. Esse encolhimento conforme o formato dessa peça faz com que haja uma tendência para que uma determinada curvatura se feche ainda mais. Se o molde não for forte o suficiente, ele se deformará simultaneamente gerando uma peça fora de medida. Para que isso não aconteça, um molde tem inúmeros reforços e sua parede possui uma espessura bem maior que a peça a ser gerada por ele. Isso acarretará um custo elevado na fabricação do mesmo, justificando a utilização de um Gelcoat específico. O Gelcoat utilizado terá que resistir ao severo tratamento que um molde sofre no decorrer de sua vida. A superfície de uma peça gerada em um molde será uma cópia exata em termos de acabamento: Qualquer defeito que o molde apresentar, este será transferido à peça. Se um molde brilha, a peça sairá brilhante; se um molde é opaco, a peça sairá opaca igualmente. Por isso a necessidade de se utilizar um Gelcoat que mantenha ao máximo o brilho, mesmo tendo contacto direto com vários tipos de produtos; que tenha uma boa resistência à abrasão, a impactos, a torções, enfim, que prolongue a vida útil do molde.